Faz tempo que queria fazer uma thread pra… by @bibssfirra

Faz tempo que queria fazer uma thread pra mostrar o trabalho incrível da minha FOTÓGRAFA preferida, tema do meu trabalho de faculdade e uma das pessoas mais incríveis que já estudei sobre: Diane Arbus ♥ Segue o fio

Diane nasceu em 1923 numa família judaica muito rica em Nova York. Mesmo tendo crescido cheia de privilégios, ela conseguia (e queria) enxergar através deles. A própria diz que a realidade em que ela vivia a cegava e era como uma espécie de confinamento.

Grande parte do interesse pela fotografia dela surgiu através dessa curiosidade que ela teve de conhecer as outras realidades que nunca teve contato durante a vida.

Diane casou cedo, aos 18 anos, com Allan Arbus, que trabalhava na loja da sua família. Allan serviu na segunda guerra mundial como fotógrafo de comunicação para o exército dos EUA e assim que ele retornou da guerra em 1946, os dois decidiram iniciar uma agência de fotografia.

Os dois trabalhavam bem, e as fotos tiveram algum reconhecimento na época, mas nada que fosse extraordinário. Aos poucos, Diane foi perdendo o interesse pela moda e buscava maneiras de explorar o universo ao redor dela através da fotografia.

Em 1956 os dois decidem fechar a agência, tendo em vista que Diane já havia se cansado do mundo da moda e tinha dado início a um quadro de depressão (que era algo comum na família dela, por sinal) e Diane segue carreira solo, o que era algo MUITO inconvencional pra aquela época.

E aqui começa o diferencial de Diane em relação aos outros fotógrafos e meios de mídia daquela época. Diane gostava de fotografar pessoas marginalizadas. Naquela época esses indivíduos eram chamados de “freaks” (aberrações) e o termo se aplicava basicamente a minorias e…+

pessoas à margem da sociedade. Negros, travestis, gays, prostitutas, artistas de circo e todos os outros tipos de pessoa que naquela época não eram aceitos e muito menos retratados pela mídia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *